quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Palmas prá que te quero

E foi assim, três tímidas palmas depois de puro nervoso frente a platéia.
Uma estréia, alguns apupos, e o sarau estava delicioso, como convém. Quase que o moreno e suas letras gregas nem fizeram falta. Abaixo a letra da canção exclamada:


Distantes demais,
Lenine e Dudu Falcão

Somos Somente a fotografia.
Dois navegantes perdidos no cais
Distantes demais
Somos instantes, palavras, poesia
Dois delirantes ficando reais
Distantes demais
Noites de sol, loucos de amar,
Quem poderia nos alcançar.
Eu e você, sem perceber,
Fomos ficando iguais,
Longe,
Distantes demais

3 comentários:

  1. Sergio!!!
    Adorei o nome!!
    Já tô dentro!
    Bjão, amei!!!

    ResponderExcluir
  2. As minhas palmas não foram nada tímidas! Até gritei uhuuuuuu pra ti!!hehehe...
    Bjo!

    ResponderExcluir

Manda ver!